Michele Pensa Demais – A mente pode ser traiçoeira

São duas da manhã e Michele não tem sono. Depois de uma rápida passada de dedos em seu Instagram, ela corre para o banheiro para despejar seu último copo d’água. Ao acender a luz descobre uma barata no tapete. A cascuda dispara a correr pelos pés de Michele, que voa para cima do vaso sanitário. O inseto se confina no vão entre as duas paredes, atrás da porta entreaberta do banheiro. Michele se mune de um spray encontrado na prateleira ao lado do vaso. Após agitar, manda um sopro vazio que mal faz cócegas na barata, movendo apenas suas antenas. A lata está vazia.

Michele-Pensa-Demais---Ilustrações-01Michele encara a inimiga até se decidir pelo chinelo. Ela o coloca vagarosamente no chão, como uma seta de indicação para o inseto, que logo chegará ao destino, após um chute bem dado na parte de trás – Isso! Esmagar contra a parede. – Dessa maneira ela fica longe do resultado final e sua mãe poderá checá-lo logo pela manhã. Sua perna levanta, ela junta suas forças, mas, antes do disparo, pausa para um pensamento – Porque tenho que matá-la? Eu poderia sair do banheiro com calma, ir para minha cama e cada uma de nós seguiria sua vida… Olhe pra ela…. Está mais assustada do que eu, tadinha. Além do mais, ela tem todo o direito de morar aqui, não é mesmo? A justiça me protege de outras pessoas, mas não diz nada sobre animais… Ela é como as formigas da mesa da cozinha, apenas visitantes que devem estar aqui até mesmo antes da gente. Mesmo que aquelas formigas infestem um bolo inteiro uma vez ou outra…. Espera. Mas é claro! Infestações são prejudiciais a minha saúde. É por isso que devo matá-la. Mas… Minha casa, de certa forma, já foi projetada para não deixar que esses insetos entrem na comida, e uma infestação não vive sem comida. Minha geladeira tem lacres de borracha tampados a pressão, todos os potes do armário possuem tampas giratórias bem apertadas. Minha mãe também costuma lacrar os sacos e caixas e, mesmo que a gente encontre um saco rasgado, furado ou mexido, jogamos ele fora, por precaução.

Michele-Pensa-Demais---Ilustrações-02

– Será que é porque infestações trazem novas infestações? É por isso. Vai ser uma bagunça se eu não matá-la agora. Uma cadeia alimentar inteira vai andar pelas minhas paredes enquanto tomo café pela manhã. Mas… E se eu apenas feri-la? E se ela fugir? Não vai ser pior? A morte é pior, não é? Pelo menos para gente que sabe que vai morrer, é. Mas, se a barata não sabe que vai morrer, então sofrer é pior, não é? Nós aguentamos qualquer sofrimento se a gente souber que vamos sobreviver, mas ela provavelmente não sabe disso… Ela apenas vive o momento e se o momento for dor, a vida será dor. Meu Deus… Eu não posso fazer isso.
Michele desce do vaso decidida, calça sua arma e abre a porta para voltar para cama. Uma vida foi salva por sua nobre tolerância. É quando um leve “crack” a fez perceber que a porta, quando aberta por completa, com tamanha nobreza e determinação, esmagou a pobre barata contra o vão em que ela se metia.
Michele pensa demais.

Texto e arte: William Lopes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s