O Toque da Água

Ele achará que aquela era uma sexta-feira como qualquer outra. Havia sido o último dia de suas atividades, iniciando junto com suas férias uma forte onda de água caindo do céu. Caminhando pela rua vazia, encharcando sua roupa e aquela que fora sua fiel amiga durante todo aquele ano, guardando simples pertences como cadernos e materiais de papelaria, até comprimidos e trajes íntimos, que neste momento perdiam importância. A busca por sentir falava mais alto, a muito tempo que não se permitia experimentar pingos de chuvas.

Cansado da jornada que travava, a grama lhe convida para deitar em meio aquela floresta de concreto, onde prédios alcançam alturas que uma árvore nunca sonhou chegar. Repousando, ele se permitiu mais um pouco, de olhos fechados, gozar do mundo a sua volta. Nada podia preocupar aquele garoto. Naquele momento, uma sensação de pureza tornava seu copo leve, como se cada pingo de água levasse suas frustrações e tudo que lhe sobrava era paz.

O-Toque-da-Água---Ilustrações-01

Ao término de um longo suspiro, abrindo seus olhos, com dificuldade enxergava o céu, procurava o universo bloqueado pelas nuvens, que nunca tinha lhe parecido tão bonito. Mais um longo suspiro, era hora de voltar para sua andança. Inclinando-se para levantar, algo chama sua atenção. Ele não podia acreditar em seus olhos. Esfrega-os em vão tentando limpá-los da água que não para de percorrer sobre suas pálpebras.

Uma mulher completamente nua está a doze andares acima. De pé, a jovem donzela tem sua cabeça inclinada para cima, de peito aberto permitindo que o líquido emanado do céu percorra cada pequeno canto do seu corpo. Ela mantém-se imóvel. Vidrado na inusitada situação, o garoto também não move um músculo. Assim permanecem por mais alguns segundos, até que a moça mexe sua cabeça vagarosamente em direção ao rapaz, que arregala os olhos. Ela o vê, não esboça nenhuma reação, continua olhando por alguns segundos e logo em seguida retorna para seu ritual.

O-Toque-da-Água---Ilustrações-02

Como em um estalo, o jovem menino compreende que os dois buscam exatamente a mesma coisa, dando início a sincronização. Ele está em pé, sua cabeça permanece inclinada para cima, peito aberto permitindo que a chuva percorra cada pequeno canto do seu corpo. Conectados pelo ritual, os dois transcendem a matéria. Ele estende sua mão esquerda, tocando o rosto da bela mulher, que sente o calor dos dedos que encostam sua pele. A água faz a distância ser efêmera, a chuva cria um elo entre seus corpos e através dela eles podem fazer o que um físico diria não entender.

Eles se olham de olhos fechados, a mão dela se estende até o rosto do garoto, e um por um tempo eles permanecem assim… Os dedos dele se entrelaçam nos fios dourados de sua nuca, puxando para o toque dos lábios. Um assombroso beijo acontece. Os cosmos aplaudem o espetáculo com o mesmo som que a chuva faz ao bater no solo. O tempo e o espaço não podem interferir, sendo impossível aplicar qualquer cálculo de duração para aqueles beijos que se seguiram.

Eles se abraçam, é um toque quente dos corpos e gelado da água, existe um contraste que torna tudo uma experiência inenarrável. Aos poucos o contato físico começa a perecer, eles sabem que chegou a hora. Ela pega a cabeça do garoto com as duas mãos, beija a testa docemente, com o ar de experiência encosta rosto com rosto e calmamente começa a tomar distância, o único toque que os ligam são suas mãos, e de braços estendidos, os dedos deslizam suavemente, até não se tocarem mais…

Ele abre os olhos, suspira e olha para a sacada. Ela não está mais lá. Ele se mantém em pé, olhando por um breve momento. Um sorriso se inaugura em seu rosto. É hora de voltar para sua jornada. Ele pega sua bolsa, coloca nas costas e com os lábios nas orelhas caminha, sabendo que essa não era uma sexta-feira comum.

O-Toque-da-Água---Ilustrações-03

Texto: George Koffee | Arte: William Lopes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s